Sou português, e agora?

É um pouco disto e também um cheirinho daquilo e, no fundo, mais não é do que um pouco mais do mesmo. Nasci em Lisboa, há 29 anos, ou quase 30. Há muito dirão alguns, há tão pouco digo eu, parece que foi ontem dirá eternamente a minha santa mãe. Vou deixar de escrever como […]